29 de julho - Memória de Santa Marta



Padre José Luiz Nascibem - Paróquia São Benedito

Evangelho: João 11,19-27
Naquele tempo, muitos judeus tinham vindo a Marta e a Maria, para lhes apresentar condolências pela morte de seu irmão. Mal soube Marta da vinda de Jesus, saiu-lhe ao encontro. Maria, porém, estava sentada em casa. Marta disse a Jesus: "Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido! Mas sei também, agora, que tudo o que pedires a Deus, Deus to concederá".
Disse-lhe Jesus: "Teu irmão ressurgirá". Respondeu-lhe Marta: "Sei que há de ressurgir na ressurreição no último dia". Disse-lhe Jesus: "Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês nisto?" Respondeu ela: "Sim, Senhor. Eu creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, aquele que devia vir ao mundo".
Palavra da Salvação.

Leitura: O que o texto diz
Hoje se comemora a festa de Santa Marta, mulher de muitas coisas, mas também, de muita fé. Com a morte de seu irmão Lázaro, Marta mostra a sua fé no Messias, filho de Deus. Dentro de uma cultura e religião judaica, ela acreditava na ressurreição do final dos tempos, e Jesus se apresenta como a ressurreição, trazendo Lázaro à vida, bem presente para os que creem nele, ainda que na hora da morte. Ele ressuscita em nós tudo que parece ter morrido; devemos ter esperança e recusar o desespero, nos mantermos firmes nas provações. Caminhar ciente que Deus pode nos tirar de situações difíceis e nos conceder nova vida, e assim, não temermos coisa alguma. Jesus amava aquela família como nos ama, e sempre ao lado de nós para que, estando prontos, ressuscitemos com ele. Nos dá também, uma nova dimensão da morte: o amor e a fé, nos faz presentes e atentos às pessoas, às suas necessidades, angústias e aflições levando o seu amor a essas pessoas, ou seja, quer que saiamos do nosso eu, e irmos ao seu encontro personificado no outro.

Meditação: O que o texto me diz
Refletindo no Evangelho segundo João, faça-se a seguinte pergunta: “Como estou vivendo o mistério da ressurreição”? Está vivendo da melhor forma o presente, e ressuscitando sempre com Jesus, renovando sua fé, sem se desesperar nas tribulações? Se a tristeza e a escuridão ainda são maiores que a alegria e a claridade, Jesus é tua luz. Abra-se à sua graça para que Ele te faça brilhar.

Oração: O que o texto me faz dizer
Jesus é a ressurreição e a vida, uma vez que nos ensina a arte de se encantar com a nossa história. Converse com Deus, clame pela sua eterna claridade e paz, mesmo nas tribulações e dificuldades. Seja espelho de Marta, que mesmo em situação de morte, continuou crendo em Jesus, na ressurreição, e renove sua fé verdadeiramente. Jesus quer te dar a graça também de vê-lo no próximo e amar sem medidas.

Contemplação: O que o texto faz em mim
Se o texto não ficou ainda bem entendido, leia-o novamente, até que penetre em seu coração e o ressuscite. Jesus renova sua fé, seu coração será transformado porque ele é o vencedor da morte e doador da vida. Seja um novo ser ressuscitado e que o Espírito Santo habite em você.

Ação: O que esse texto me faz agir
Ressuscitados e cheios de luz, temos novas vidas, nos sentimos amados e amamos como Jesus. Com a fé renovada em Deus, sentirá o desejo de que os outros sintam o quanto é maravilhoso não se sentir sozinho em nenhum momento e querer sempre o melhor para o outro, assim sendo, será um novo discípulo que levará luz por onde passar.

Fonte: catolicoorante