25 de julho - Festa de São Tiago, Apóstolo e Mártir



Padre José Luiz Nascibem - Paróquia São Benedito

Evangelho: Mt 20,20-28
Naquele tempo: A mãe dos filhos de Zebedeu aproximou-se de Jesus com seus filhos e ajoelhou-se com a intenção de fazer um pedido. Jesus perguntou: "O que tu queres?" Ela respondeu: "Manda que estes meus dois filhos se sentem, no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda". Jesus, então, respondeu-lhes: "Não sabeis o que estais pedindo. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber?" Eles responderam: "Podemos". Então Jesus lhes disse: "De fato, vós bebereis do meu cálice, mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. Meu Pai é quem dará esses lugares àqueles para os quais ele os preparou". Quando os outros dez discípulos ouviram isso, ficaram irritados contra os dois irmãos. Jesus, porém, chamou-os, e disse: "Vós sabeis que os chefes das nações têm poder sobre elas e os grandes as oprimem. Entre vós não deverá ser assim. Quem quiser tornar-se grande, torne-se vosso servidor; quem quiser ser o primeiro, seja vosso servo. Pois, o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor de muitos". Palavra da Salvação.

Leitura: O que o texto diz?
Diante do pedido da mãe dos filhos de Zebedeu, para colocar seus filhos a sua direita e a sua esquerda, Jesus pergunta-lhes: podeis beber do cálice que vou beber? A recompensa por servir Jesus é entregar-se até a morte. Só o Pai saberá quem colocará a sua direita ou a sua esquerda. Jesus não promete privilégios. E exorta: enquanto os chefes das nações usam seu poder para dominar e oprimir, no Reino de Deus o maior é quem serve mais. Fazer-se menor e servir a todos é o que o torna grande no reino de Deus. É a identidade do cristão.

Meditação: O que o texto me diz?
Quantos esforços são orientados para garantir um local de destaque e a realização de interesses pessoais? Mesmo no serviço a Deus, muitas vezes se espera a glória, o reconhecimento. A proposta de Jesus desmonta toda competitividade, toda inveja, toda ambição. Muda o sistema, desestabelece a ordem. No Reino de Deus, destaca-se quem mais servir, mais se sacrificar, mais se entregar e mais renunciar. Há renúncia na tua vida que comprova a verdadeira grandeza?

Oração: O que o texto me faz dizer a Deus?
Que falar a Deus diante desse texto? Tem sido capaz de servir, de doar-se? O uso da tua autoridade na família, na igreja, no trabalho ou em outras atividades te coloca a serviço? Quais os sentimentos que tem acompanhado tuas ações? Orgulho e prepotência te dominam? Pede ao Senhor que coloque em teu coração uma porção de amor e misericórdia para ser humilde e servir a quem mais precisa.

Contemplação: O que Deus através do texto, faz em mim?
Coloque-se diante do rosto misericordioso de Jesus. Apresente com sinceridade as intenções do teu coração. Olhe para Ele. Jesus dá o exemplo. Deixe Ele te falar de amor, de misericórdia, de perdão. Da grandeza de servir e exaltar quem verdadeiramente é digno de louvor e adoração.

Ação: O que o texto me faz agir?
Diante dessa palavra, proponha-se a rever seus valores e atitudes. Com reta intenção do coração não procure honras, mas o serviço com alegria. Coloque-se a serviços dos mais necessitados. Pede a Deus somente o necessário para ser feliz: servir por amor. Conscientemente procure ser servo do outro na certeza que esse é o caminho que te leva à vida eterna.

Fonte: catolicoorante