Sexta-feira da XVI Semana do Tempo Comum



Padre José Luiz Nascibem - Paróquia São Benedito

Evangelho: Mt 13,18-23
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: Ouvi a parábola do semeador: Todo aquele que ouve a palavra do Reino e não a compreende, vem o Maligno e rouba o que foi semeado em seu coração. Este é o que foi semeado à beira do caminho. A semente que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a palavra e logo a recebe com alegria; mas ele não tem raiz em si mesmo, é de momento: quando chega o sofrimento ou a perseguição, por causa da palavra, ele desiste logo. A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a palavra, mas as preocupações do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a palavra, e ele não dá fruto. A semente que caiu em boa terra é aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto. Um dá cem, outro sessenta e outro trinta.
Palavra da Salvação.

Leitura: O que o texto diz?
Jesus explica a parábola do semeador para os discípulos. Os diversos tipos de terreno nos quais caem as sementes da palavra descrevem sobre a disposição do coração de quem as ouvem. Essas sementes podem tornar-se infrutíferas se deixadas à margem da vida, abaladas pelos sofrimentos e perseguições, ou ainda sufocadas pelas ilusões dos tesouros do mundo. Porém, se acolhida com compromisso, criam raízes e dão muitos frutos, conforme a capacidade de cada um.

Meditação: O que o texto me diz?
Como você está acolhendo a Palavra de Deus? Percebe neste texto uma evolução na maturidade da fé? Em que estágio se encontra? É indiferente a essa mensagem? Tem alegria em ouvi-la, mas a zombaria e o escárnio daqueles que não entendem o caminho de conversão te incomodam e faz você voltar atrás? Compreende a Palavra de Deus, mas as preocupações em atender os apelos do mundo sufocam a voz de Deus em teu coração? Ou acolhe a Palavra e persevera na fé? Como você tem resistido aos desafios da vida e se mantido fiel?

Oração: O que o texto me faz dizer a Deus?
Coloque-se diante de Deus. Quais as tuas preocupações? O que tem te sufocado? O que impede de ouvi-lo? Entrega tudo a Deus. No exercício da liberdade o sentimento de solidão provoca medo e o desejo de voltar atrás. Pede coragem para esse passo de fé, a Ele abrir-se e a Ele submeter-se. Precisa da graça da fortaleza para mudar seus hábitos, aprimorar seus sentimentos e renunciar aos tesouros terrenos? Louva a Deus pelos frutos que tem gerado.

Contemplação: O que Deus através do texto, faz em mim?
Para dar frutos para o Reino é necessário um chão humilde e fecundo. Como Maria que ouvia a palavra e a guardava no coração, acolhe a voz de Deus. Abre o coração em atitude dos que O escutam com fidelidade. Fortalece-te para combater a inconstância e o comodismo e manter-se perseverante. Aquele que ouve a palavra e a compreende. Esse produz fruto!

Ação: O que o texto me faz agir?
Torne-se acolhedor da palavra de Deus. Cuide do terreno do coração para que essa semente, que contém a vida, encontre condições de desenvolver-se. Comprometa-se com Deus mesmo diante as dificuldades, amadureça na fé e crie raízes. Deixe Deus agir!

Fonte: catolicoorante