Rezar mais, intercedendo pelo fim da pandemia



Antonia Alves Frank – Comunidade São José Operário – Paróquia São Benedito

Em tempos de pandemia de coronavírus, me perguntaram como estou me sentindo em relação a tudo que está acontecendo. Falando da minha vida pessoal, antes era preenchida com os afazeres domésticos, cuidar do neto, dar catequese, participar das celebrações nas quintas-feiras e domingos, e sair para um passeio aos finais de semana.

De repente, a vida é só dentro de casa, pois pertenço ao grupo de risco e fomos informados que não poderíamos mais ir à igreja e que tudo o mais estava suspenso. Em relação a nossa comunidade, já estava tudo engatilhado para a festa do nosso padroeiro São José Operário em Primeiro de Maio, e não era só a festa, estávamos nos preparando para uma reforma da igreja e, de repente, tudo isso é cancelado. Mas nada de desespero. No momento, devemos orar, caminharmos com esperança, confiar no amor de Deus, se cuidar e cuidar dos irmãos.

O que mudou na minha vida? Sempre fui de rezar diariamente, mas desde que tudo isso começou, penso que nunca rezei tanto como agora. Peço a Deus que tudo isso passe logo e que possamos voltar a nossa vida de liberdade.

Por: Cidinha Dalla Vacchia - PasCom São Benedito