Segunda-feira da Sexta Semana do Tempo Pascal



Padre José Luiz Nascibem - Paróquia São Benedito

Evangelho - João 15,26-16,4

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
Disse Jesus: “Quando vier o Paráclito, que vos enviarei da parte do Pai, o Espírito da Verdade, que procede do Pai, ele dará testemunho de mim. Também vós dareis testemunho, porque estais comigo desde o princípio disse-vos essas coisas para vos preservar de alguma queda. Expulsar-vos-ão das sinagogas, e virá a hora em que todo aquele que vos tirar a vida julgará prestar culto a Deus. Procederão deste modo porque não conheceram o Pai, nem a mim. Disse-vos, porém, essas palavras para que, quando chegar a hora, vos” lembreis de que vo-lo anunciei.
Palavra da Salvação.

Leitura: O que o texto diz?
Leia e repita a leitura do texto. Jesus conversa com seus discípulos palavras de incentivo, afirmando: “Quando vier o Espírito da verdade, o defensor que o Pai enviará, dará testemunho de mim”. Por estarem unidos a Jesus, Eles darão testemunho da sua presença. No texto, Jesus explica o porquê está falando dessas coisas: tudo isso é para que a fé não seja abalada. Jesus informa que os mesmos, serão expulsos das sinagogas e serão mortos. Acontecerá tudo isso, porque seus assassinos não conheceram a Deus Pai e nem Jesus seu único Filho.

Meditação: O que o texto me diz?
Comece sua leitura, imaginando Jesus falando a seus discípulos e a você: “digo estas coisas para quando chegar a hora de serem maltratados e até mortos não esqueçam que os avisei!” Acompanhe a cena do encontro de Jesus com seus discípulos, experimente a presença de Jesus! Veja o que Ele tem a te falar! O que mais ressoa em seu coração! Quando Jesus diz: “Para que a vossa fé não se abale!..” O que repercute em sua vida nesse diálogo? O que mais lhe inquietou? O que despertou em você? O verdadeiro discípulo de Jesus dará testemunho do Senhor! Enfrentarão críticas, calúnias, serão perseguidos e até morrerão por causa de Jesus. O que importa é ser fiel e manter o nosso coração sereno, sem medo e tranqüilo, porque Ele nos dará sua graça de sermos fieis em todas as circunstâncias da nossa vida.

Oração: O que o texto me faz dizer?
Depois da revelação de Jesus, esse é o momento de apresentar ao Senhor suas inquietações, seus medos: quantas vezes fostes perseguidas? Fostes excluídos? Como afirma Jesus! Saiba, estou ao seu lado e envio muitas pessoas para te apoiar e cuidar de você! Diante da presença de Jesus ressuscitado, apresente aquilo que precisa ser ressuscitado em sua vida. Peça a Jesus que aumente sua fé! Que crie em você a consciência de que é o Espírito Santo quem dirige sua vida, é o mesmo que abre e move seu coração para aceitar e viver guiado pela Palavra de Deus. Que o Espírito da verdade elimine o medo de dizer Sim ao projeto de Jesus.

Contemplação: O que o texto faz em mim?
Neste momento, Jesus declara para você que é discípulo amado, (a): “Eu mandarei o Espírito Santo, para dares testemunha de mim!”. Ele ainda afirma: silencie todo seu corpo e seu coração! Permita que o Espírito Santo invada todo seu ser! Deixe Jesus falar ao seu coração através do Espírito Santo que é força, que é verdade e que é amor. Jesus está ao seu lado! Para te recriar e fazer de ti sinal de sua Palavra e de amor no mundo.

Ação: O que o texto me faz agir?
Com ajuda desse texto, percebo muitas pessoas que ao meu redor, passam por inúmeras perseguições, maus tratos, abandonos, doenças e medos. Acredito no Espírito Santo que mora em mim e que habita também neles. Sei que Jesus é solidário com todos, principalmente com os menos desassistidos e os excluídos. Comprometo-me a prestar socorro aos mais próximos, principalmente em minha casa, no meu trabalho em minha comunidade. Sei que posso ser: os pés, as mãos, os braços e a boca de Jesus, em meio a tantas pessoas, que não conhecem Jesus! E nunca experimentaram essa presença real em nosso meio.

Fonte: catolicoorante