Meditação do Sábado da Quinta Semana do Tempo Pascal



Padre José Luiz Nascibem - Paróquia São Benedito

Evangelho - Jo 15,18-21

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Se o mundo vos odeia, sabei que primeiro me odiou a mim. Se fôsseis do mundo, o mundo gostaria daquilo que lhe pertence. Mas, porque não sois do mundo, porque eu vos escolhi e apartei do mundo, o mundo por isso vos odeia. Lembrai-vos daquilo que eu vos disse: O servo não é maior que seu senhor. Se me perseguiram a mim, também perseguirão a vós. Se guardaram a minha palavra, também guardarão a vossa. Tudo isto eles farão contra vós por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou”.
Palavra da Salvação.

Leitura: O que o texto diz?
Invocando a presença do Espírito Santo e dispondo de sua Palavra, comecemos a leitura de Jo 15,18-21. Depois do discurso acerca do mandamento do amor e da escolha dos discípulos, chamados de “amigos”, o Mestre continua preparando-os para missão que há de vir. Escute atentamente a fala de Jesus e observe a reação dos discípulos. Há uma clara oposição entre o “mundo”, aqueles que não aderem ao Evangelho, e odeiam Jesus e os seus discípulos. Estes devem estar à parte porque Jesus os escolheu para o seguir de forma bem diferente. Se os discípulos não estão “acima de seu senhor”, então deverão passar por tudo aquilo que o Mestre passará. Serão odiados pelo mundo e perseguidos. Porém, se alguns ouvirem e guardarem sua Palavra, certamente ouvirão os discípulos. Compartilhando a vida e a missão do Mestre, seus seguidores não deverão temer porque sempre estarão juntos.

Meditação: O que o texto me diz?
Retomando a leitura de Jo 15,18-21, verifique o que mais inquietou seu coração. O que essas palavras provocaram em você? Quantas vezes você não foi bem aceito por falar ou assumir os valores do Evangelho em sua vida? Quantas vezes você foi perseguido ou mal compreendido? Deixe a Palavra continuar ecoar em seu coração.

Oração: O que o texto me faz dizer?
Você foi escolhido por Jesus e sabe que é possível passar por situações semelhantes às que Ele passou. Apresente as dificuldades decorrentes dessas situações, principalmente de perseguição ou mau compreensão em vista de desentendimentos ou pelo próprio seguimento dos valores do Evangelho. Também, agradeça as vezes que alguém ouviu você ou compartilhou algo que contribuísse para o bem. Peça ao Senhor que permaneça com você nessa desafiante missão para que não você desanime.

Contemplação: O que o texto faz em mim?
No silêncio do seu interior, deixe o Senhor responder aos seus apelos. Respire profundamente e sinta a presença do Senhor que compartilha suas dores e suas alegrias. Deixe a ação salvífica da Palavra de Deus agir em você. Abandone-se nos braços do amigo e Senhor: Jesus.

Ação: O que o texto me faz agir?
O amor transforma nossa vida. Por isso somos chamados a responder o mal com o bem. Das perseguições e incompreensões, procure dar a volta por cima. Devolva a quem te fez algo ruim, a paz, o amor e tantas coisas que vem de Deus. Se ainda não consegue, ao menos reze por todas essas pessoas.

Fonte: catolicoorante