OPINIÃO - OUTUBRO, MÊS FESTIVO PARA A PARÓQUIA SÃO BENEDITO

Cidinha Dalla Vecchia – PasCom São Benedito

Chegamos ao décimo mês do ano, outubro. Mais um pouco e o ano de 2020 se finda. Entretanto, não há como negar, que 2020 está sendo um ano de teste para toda a humanidade e, de uma forma mais pontual, para o cristão católico. Inserido em tal contexto, o cristão é aquele que não se deixa abater, não pelo fato de ser uma “espécie” melhor que os demais seres humanos, mas sim, porque essa caminhada, dentro de, por vezes, um vale de lágrimas, tem como ponto de referência a pessoa de Jesus Cristo e seu protagonismo, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós. Cristo imagem e semelhança do Pai entre os filhos de Adão.

Assim, a Igreja Católica inicia o mês de outubro, Mês Missionário, celebrando a singela e grandiosa, Teresinha do Menino Jesus (Teresa de Lisieux), que devido ao seu exemplo de vida, paciência, mansidão e fé, foi consagrada como a co-Padroeira das Missões (juntamente com São Francisco Xavier). Em outubro também celebramos Francisco de Assis (04), Benedito, o negro (05) e Nossa Senhora do Rosário (07). O humilde Benedito, filho de escravos, com pouca graduação escolar, mas pleno da graça de Deus. E, não nos esqueçamos de agradecer a intercessão da Mãe Aparecida, em favor da nação brasileira.

No calendário civil, temos uma valiosa campanha: “Outubro Rosa”, no sentido de chamar a atenção das mulheres, para que se cuidem com relação ao câncer de Mama. Muitas perdem essa batalha, pois se disponibilizam tanto para seus familiares e ficam desatentas quanto ao cuidar-se, quer da autoestima, quer da parte física. É um meio de se gritar por socorro e de pleitear direitos, como o direito de se encontrar à disposição os tratamentos necessários, em um curto espaço de tempo. Saúde Pública (SUS) é fundamental para todo e qualquer cidadão.

As eleições estão chegando. Seu candidato fez ou faz algo pela saúde pública? Tenha plena consciência na hora de votar. Enquanto isso, na terra da linda cascata, dos bandos de taperas (Salto), o cristão autêntico, sabe que pode e deve protagonizar a Boa Nova, trazendo consigo a certeza, de que em meio a tempestade, decorre as mais diversificadas maneiras de se buscar saída, de se fazer luz, sal e fermento para um mundo justo, solidário, que haja mais inclusão, mais do verdadeiro amor, pois o próximo, que pode ser até um ateu, um agnóstico, observando, experimentando as atitudes do autêntico cristão, poderá se aperceber da presença de Deus pertinho de cada um de nós. Juntos se faz a diferença, ainda que com pequenos gestos de partilha, empatia e generosidade. Que o digam, Francisco de Assis, Teresinha do Menino Jesus, Benedito, entre tantos que por aqui estiveram e se fizeram um sacrário para o Pai, para a Família de Nazaré.

Por sua vez, na Paróquia de São Benedito, por meio de seu Clero, bem como do Conselho Paroquial, diante das circunstâncias atuais e de um cenário, ainda demarcado pela incerteza, quanto à incidência/agressividade do vírus, optou-se pela simplicidade e pelo cumprimento das regras referentes ao distanciamento/isolamento social combinado com as regras para a devida higienização do ambiente. E, assim sigamos!
Mãe Aparecida, cobre a nação brasileira com sua santa intercessão, cobrindo-nos com seu manto de amor. São Benedito, o sereno e atuante, rogai por nós!